: : FALE CONOSCO : : Dúvidas Frequentes : : WEBMAIL
Secretaria > Detalhe
Mapa do Site
Página Inicial
Agenda do Secretário
Login
Quem Somos
Ensino Fundamental e Médio
Educação Infantil
CEUs
Orientações Curriculares
Biblioteca Pedagógica
Cadastro de Demanda
Memória Técnica Documental
Memorial do Ensino Municipal
Servidores da SME
Glossário de Siglas
SP2040
Indique
Responsabilidade Socioambiental
Secretaria reajusta piso salarial dos profissionais da Educação

Imprimir

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou em segunda votação o aumento do piso salarial dos professores da Rede Municipal de Ensino. Com o reajuste de 13,43%, o piso do professor com jornada de 40 horas semanais e nível universitário, por exemplo, subirá de R$ 2.292,17 para R$ 2.600,00. O pagamento do valor correspondente ao abono será retroativo a maio deste ano.

 

O projeto de lei, proposto pela Secretaria Municipal de Educação, trata também da criação de um piso para os gestores educacionais – diretores, supervisores e coordenadores pedagógicos – e para o Quadro de Apoio à Educação – agentes escolares e auxiliares técnicos (veja abaixo os atuais valores e os reajustados). O aumento será pago em forma de abono, sendo incorporado ao salário em 2014.

 

Para a Secretaria Municipal de Educação, a elevação dos salários dos servidores é um dos caminhos para atrair bons quadros para a rede e valorizar os que já fazem parte dela. A valorização dos profissionais é uma das prioridades desta gestão e uma das políticas centrais para a melhoria da qualidade de ensino.

 

Como prova disso, de janeiro de 2005 até maio de 2011, a atual gestão aumentou em 55,29% o salário dos profissionais da Educação. Esse reajuste é superior à inflação acumulada no período, que foi de 35,11%, segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE).

 

Outro ponto importante foi o aumento do piso salarial. Em cinco anos, ele praticamente dobrou: um professor com jornada de 40 horas semanais, por exemplo, ganhava em 2005 um piso de R$ 1.215,00 e hoje recebe R$ 2.292,17. Com o reajuste de 13,43%, esse piso saltará para R$ 2.600,00.

 

O último reajuste salarial concedido pela Secretaria foi em maio deste ano, quando os 108,4 mil servidores da Educação, entre ativos e aposentados, receberam 10,19% de aumento salarial. O reajuste foi fruto do acordo firmado no ano passado com os sindicatos da categoria e terá mais duas parcelas, também de 10,19% cada, nos dois próximos anos. No total, o reajuste concedido neste acordo foi de 33,79%.

 

  

Confira os valores, em R$:

 

Profissionais de Educação docentes submetidos à Jornada Básica do Professor (JB):

 

Categoria

Valor atual (até 30/04/2011)

Limite fixado

1

948,70

1.076,04

2

1.076,05

1.220.58

3

1.146,09

1.300,00

 

Profissionais de Educação docentes submetidos à Jornada Básica do Docente (JBD):

 

Categoria

Valor atual

Limite fixado

1

1.423,11

1.614,23

2

1.614,17

1.830,96

3

1.719,12

1.950,00

 

Profissionais de Educação docentes submetidos à Jornada Especial Integral de Formação (JEIF) e titulares de cargos de Professor de Educação Infantil:

 

Categoria

Valor atual

Limite fixado

1

1.897,44

2.152,08

2

2.152,16

2.441,30

3

2.292,17

2.600,00

 

 

Profissionais de Educação Gestores Educacionais submetidos à

Jornada Especial de 40 horas:

 

 

Limite fixado

Coordenador Pedagógico

3.692,70

Diretor de Escola

4.188,21

Supervisor Escolar

4.460,40

 

Profissionais do Quadro de Apoio à Educação:

 

 

Limite fixado

Agente Escolar

967,33

Auxiliar Técnico de Educação

1097,11



03/01/2013 - 11:44